Fone: (16) 3301-0641

Expedição de carteira de identificação de pessoas com autismo é alvo de requerimento

Documento foi apresentado pelo vereador Roger Mendes durante Sessão Ordinária


Com a sanção da Lei nº 13.977, de 8 de janeiro de 2020, denominada “Lei Romeo Mion”, em referência ao filho do apresentador de televisão Marcos Mion, que é autista, foi criada a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea), de expedição gratuita. O texto altera a Lei “Berenice Piana” (Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012), que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A nova legislação estabelece que os estabelecimentos públicos e privados referidos na Lei nº 10.048, de 8 de novembro de 2000, poderão valer-se da fita quebra-cabeça, símbolo mundial da conscientização do transtorno do espectro autista, para identificar a prioridade devida às pessoas com TEA.

“A Lei ‘Romeo Mion’ foi criada para garantir atenção integral, pronto atendimento e prioridade no atendimento e no acesso aos serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social”, explica o vereador Roger Mendes (Progressistas), autor do Requerimento nº 119/2020, apresentado durante a 137ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Araraquara, pedindo informações ao prefeito Edinho Silva (PT) sobre quais providências serão tomadas visando à expedição da Ciptea, em cumprimento à Lei "Romeo Mion".

“Também queremos saber de que maneira será feita a identificação da prioridade devida às pessoas com transtorno do espectro autista, qual será o órgão responsável pela expedição dessa carteira, e qual o local onde os familiares deverão apresentar o requerimento solicitando o referido documento”, detalha o parlamentar.

A Carteira Nacional de Identificação do Autista será expedida pelos órgãos responsáveis pela execução da Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, mediante requerimento, acompanhado de relatório médico, com indicação do código da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID).

Até que seja implementado o disposto no caput da nova lei, os órgãos responsáveis pela execução da Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro deverão trabalhar em conjunto com os respectivos responsáveis pela emissão de documentos de identificação, para que sejam incluídas as necessárias informações sobre o transtorno do espectro autista no Registro Geral (RG) ou, se estrangeiro, na Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM) ou na Cédula de Identidade de Estrangeiro (CIE), válidos em todo o território nacional.




Publicado em: 23 de janeiro de 2020

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara

Outras Notícias

Fique por dentro


Arquivo Histórico

14 de fevereiro de 2020

O Memorial da Câmara Municipal disponibiliza para pesquisa, o Arquivo Histórico/Anais do Poder Legislativo araraquarense. São matérias que foram inseridas na pauta das sessões camarárias, versando sobre a história, memória da cidade, da região, do estado e do país, sobre acontecimentos e fatos q...


Araraquara: 131 anos da sua elevação de vila à cidade

06 de fevereiro de 2020

O antigo povoado de São Bento de Araraquara teve sua freguesia criada no município de Itu, pelo Alvará de 22 de agosto de 1817. Anos mais tarde, em 31 de outubro de 1821, a freguesia foi transferida para o município de Piracicaba, tornando-se vila, por meio de Decreto Imperial em 10 de julho de...


Calendário Municipal do mês: FEVEREIRO

01 de fevereiro de 2020

A cidade de Araraquara tem datas comemorativas importantes para serem lembradas, pois homenageiam profissões, classes e assuntos relevantes. O Memorial da Câmara Municipal relembra essas datas:    Lei Data Descrição Autoria Data comemorativa 6064 28/...


Memória: Crime dos Brito - há 123 anos dava-se início ao crime

30 de janeiro de 2020

Um pouco do contexto histórico Fins do século XIX, a cidade de Araraquara se recuperava da epidemia de Febre Amarela, ampliava suas riquezas econômicas através da produção do café e escoava pela estrada de ferro, inaugurada em 1885. A urbe crescia em volta do largo da Igreja Matriz, o ambiente...


Memória: Biografia do ex-servidor público municipal Euripes Ancelmo

23 de janeiro de 2020

Biografia Euripes Ancelmo nasceu em 6 de abril de 1929, no Distrito de Silvania, Matão/SP, filho de José Cezarino Ancelmo e Angelina Pianisola Ancelmo. De família numerosa, cresceu ao lado dos irmãos Ercilia, Maria Lourdes, Guiomar, Carlos, Werthe e Maria Teresa. Mudou-se com a família aos 6 a...


Memória: 135 anos da chegada do 1º trem em Araraquara

17 de janeiro de 2020

Chegada do primeiro trem da Rio-Clarense em Araraquara, em 18 de janeiro de 1885. À frente da locomotiva está escrito: "Viva o Visconde do Pinhal, Digno Presidente da Cia. Rio Claro Viva Araraquara!"    Inauguração da Estrada de Ferro Araraquara  18 de janeiro de 1885, a cidade de Araraquar...