Fone: (16) 3301-0641

Genealogia do 1º Presidente da Câmara Municipal de Araraquara – ano de 1833

Casa construida 1815

“Esta casa foi construída no ano de 1815 e segundo José Ferrari,  foi do fundador de Araraquara, Pedro José Neto e depois residência do Sr. Carlos José Botelho”.

 

Tenente Coronel Carlos José Botelho

Foi o primeiro presidente da Câmara Municipal de Araraquara, ao instalar-se a Vila em 24 de agosto do ano de 1833.

Era filho do Capitão Carlos Bartholomeu de Arruda Botelho e da senhora Maria de Meira Siqueira, casados em Itú no ano de 1767.

Seu pai Capitão Carlos Bartholomeu de Arruda Botelho foi por muito tempo comandante da força armada, destacada em Piracicaba. Sua mãe era filha do capitão Joaquim de Meira Siqueira, natural de S. Vicente.

O Tenente Coronel Carlos José Botelho casou-se em 1824, em Piracicaba, com D. Cândida Maria do Rosário, filha do Tenente José Joaquim de Sampaio e neta de João Correa da Silva.

Sua esposa Cândida Maria do Rosário era irmã de José Joaquim de Sampaio, que foi Presidente da Câmara de Araraquara de 1841 a 1844; do senhor Luiz Caetano de Sampaio, vereador em 1853; entre outros irmãos.

Tenente Coronel Carlos José Botelho foi proprietário e residia na sesmaria do Pinhal comprada em 1786 por seu pai. Da união com a senhora Cândida tiveram os seguintes filhos:

  1. Maria Jacintha de Meira, casada com o Major Joaquim Roberto Rodrigues Freire, que foi presidente da Câmara de Araraquara, no triênio de 1849 a 1852.
  2. Carlos de Arruda Botelho, lavrador em Piracicaba, presidente da Câmara de Araraquara no quatriênio de 1857 a 1860.
  3. Antonio Carlos de Arruda Botelho (futuro Conde do Pinhal – foi o fundador de São Carlos do Pinhal)
  4. João Carlos de Arruda Botelho, lavrador em São Carlos.
  5. Paulino Carlos de Arruda Botelho, Deputado Federal.
  6. Joaquim de Meira Botelho, comerciante em São Carlos.
  7. Cândida Maria da Pureza, casada com o Major João Baptista de Arruda.
  8. Eulália Carolina de Meira, que foi a primeira mulher de Joaquim José de Abreu Sampaio.
  9. Bento Carlos de Arruda Botelho
  10. Maria de Arruda Botelho (falecida na menoridade)
  11. Francisco de Arruda Botelho (falecido na menoridade)
  12. Leonardo de Arruda Botelho (falecido na menoridade)
  13. Rita Cassia de Meira.

O Tenente Coronel Carlos José Botelho era irmão do capitão Manoel Joaquim Pinto de Arruda, que foi eleito Juiz de Órfãos ao instalar-se a Câmara Municipal, em 24 de Agosto de 1833.

Coronel Botelho exerceu diversos cargos eletivos e de nomeação do governo, nesta cidade, e aqui faleceu, sendo sepultado em nossa Igreja Matriz.

Foi sob sua presidência que na sessão de 11 de janeiro de 1834, concedeu a permissão para servidão do rego d’água que passava pelo patio da Matriz, mandando colocar uma bica para fornecer à população.

 

Texto/Matéria: Silvia Gustavo

Fontes: Texto extraído do “Album de Araraquara” – 1915 (Organizado por Antonio M. França sob os auspícios da Câmara Municipal de Araraquara / Editor João Silveira). 

 

 


Acesso Rápido